Como facilitadores de equipe, estamos sempre observando as dinâmicas do grupo e trazendo pontos de reflexão para o time. O colega Stefan Zanona esses dias me convidou para participar de uma retrospectiva que ele criou pois observava que alguns silos se formavam na equipe e membros com muito conhecimento estavam por sair de férias. Como fazer com que o time perceba isso e discuta soluções? Ele colocou todo mundo ‘Na estrada’. Ficou curioso? Vem comigo!

Atividade: Na estrada
Elemento: Ne
Categorias: Coletando dados, Gerando Insights

Você vai precisar de:

  • Um quadro grande para desenhar;
  • Post-its
  • Canetas para post it e para o quadro.

Para rodar a atividade:

Primeiro passo: Faça um brainstorm rápido com o time para identificar os conhecimentos críticos do projeto: tecnologias, frameworks, componentes do sistema, enfim… Escrevam 1 por Post-it.
Desenhe a estrada com uma pista para cada membro do time segundo o modelo abaixo (veja nas fotos também) considerando o tamanho da pista de acordo com o número conhecimentos críticos identificados. Digamos que, nesse exemplo, foram identificados 6 itens:

C1 | C2  | C3   | C4  | C5 | C6 | Fim
João  | – – –  | – – – | – – – | – – – | – – – | – – – |
Maria | – – –  | – – – | – – – | – – – | – – – | – – – |
José   | – – –  | – – – | – – – | – – – | – – – | – – – |
Pedro | – – –  | – – – | – – – | – – – | – – – | – – – |

Não por acaso cada trecho de estrada tem 3 tracinhos, logo mais eu explico. Agora é hora de pegar a estrada!

Peça ao time para que cada um avalie seu grau de conhecimento em cada coluna e posteriormente desenhe o tamanho do buraco de acordo com o resultado, veja um exemplo:

Maria parou para refletir sobre o conhecimento C1. Ela julgou que tem total domínio e não há problema se estiver sozinha e precisar trabalhar com C1. Ou seja, na estrada, ela deixa as coisas como estão.

Pedro por outro lado, ao analisar C1 percebeu que estará perdido se não tiver alguém para ajudá-lo, pois apesar de já estar algum tempo no time, ele nunca trabalhou com C1! Na estrada, ele substitui os 3 tracinhos por um grande buraco!

José olhou para C1 e considerou que se estivesse sozinho, poderia passar alguma pequena dificuldade, mas pesquisando ele conseguiria fazer seu trabalho. Ele considera que o dano por não ter C1, causaria um buraco de 1 tracinho.

Bom, acho que deu para entender não é?

  • Domina ou não vê problemas com o conhecimento: Estrada fica livre ( | – – – | )
  • Tem quase o domínio mas uma ou outra falha no conhecimento: Buraco pequeno ( | – – O |)
  • Vai ter problemas caso ninguém possa ajudar, mas no fim das contas vai conseguir fazer o trabalho: Buraco médio ( | – O O |)
  • Não sabe nem por onde começar: Buraco grande (| OOO |)

Após essa rodada, onde todos avaliam seus conhecimentos individuais em cada um dos itens críticos mapeados, temos uma estrada que reflete o conhecimento coletivo. Nossa etapa de coletar dados termina aqui!

O que acontece é que nosso carro do time imaginário, vai precisar passar nessa estrada e chegar no fim dela (passar por todos os conhecimentos críticos). Para isso temos algumas regras:

O jogo agora acontece por turnos, cada turno uma ou mais pistas devem ser removidas (ausência de membros do time). O time tem que chegar no fim da pista mesmo com membros (pistas) a menos. Uma outra restrição, o carro suporta no máximo 3 danos causados por buracos, onde um buraco pequeno causa 1 dano, o buraco médio 2 e o grande 3!

A cada turno, o carro vai trocando de pista para escapar dos buracos (veja na foto!) e ao final é somado o número de danos causados no turno. Use cores diferentes para facilitar!  Será que seu time é capaz de escapar dessa estrada?

O que se percebe é que quanto maior o dano no percurso, mais críticas são as pessoas que deixaram o time naquele turno. Ou seja, há muito conhecimento acumulado nelas.

Discuta com o time sobre o que vocês encontraram e passem para a próxima etapa da retrospectiva, onde ações serão mapeadas para reduzir ou eliminar os silos.

Fotos:

Conteúdo extra:

  • Interessante rodar essa atividade de novo no futuro para ver se as ações realizadas foram efetivas (ou seja, o time chega sem danos ao fim da pista);
  • Sempre é possível fazer essa atividade online através de quadros online (Google presentation, etc…)
  • Pode-se alterar o tema da dinâmica e ao invés de conhecimentos críticos, usar características de um time de alto desempenho, princípios ágeis ou qualquer outra lista que se queira analisar;
  • Pode-se também brincar com as restrições, deixando mais fácil ou aumentando o número de danos que o carro pode sofrer no caminho.

Faltou alguma coisa nesse post? Já aplicou essa atividade e tem algo mais para compartilhar? Comente! Curtiu? Compartilha!

Anúncios