Histórias.. a espécie humana as conta antes mesmo da escrita ser inventada! Todos adoramos histórias e esses dias cruzei com esse video, onde Christina Wodtke fala sobre o padrão que ela encontrou depois de ler vários livros sobre ‘Storytelling’.  Aos 16min e 49 segundos (para o que não quiserem ver todo o video hehe), ela chama alguns voluntários ao palco, distribui algumas fichas e começa uma atividade que eu achei que cabe como uma abertura de retrospectiva!

Atividade: História do Herói
Elemento: Hh
Categorias: Aberturas

Você vai precisar de:

  • Conjunto de fichas: Herói | Incidente | Tentativa x3| Falha x3 | Nada pode piorar | As coisas melhoram | Resolução | Moral da história

Para rodar a atividade:

Então o time está em círculo, e você como facilitador agora distribui as fichas entre eles. São 12 fichas no mínimo – note que tentativa e falha são necessárias 3 de cada. Se o seu time tem menos de 12 pessoas (provável), distribua mais de uma ficha para cada. Se caso estiver executando com um grupo maior (uma retrospectiva de Release com todos os times por exemplo), é possível imprimir mais tentativas e falhas e dividir em várias histórias.

O interessante é que (como no vídeo), as fichas sejam distribuídas em sequencia para que ao longo da atividade não se perca a história, ou seja, a próxima pessoa a falar é a da direita ou a esquerda de quem acabou de falar.

Explique o que cada ficha significa – ou seja, que parte da história a pessoa com aquela ficha deve contar:

  • Herói: O personagem principal da história, ele tem um objetivo e uma motivação. No contexto de uma retrospectiva esse personagem pode ser o próprio time ou o cliente. A pessoa que pegar essa ficha define quem é o personagem e descreve o objetivo e a motivação;
  • Incidente: “Mas a vida é uma caixinha de surpresas, huh?” O incidente é algum acontecimento que faz com que o nosso personagem finalmente tome alguma ação. Aqui o herói sai para sua aventura.

Quando nosso personagem finalmente sai para a aventura, ele passa por dificuldades, também chamado de “ciclos de tentativa e falha”:

  • Tentativa: o que ele tentou
  • Falha: Porque ele falhou
  • Nada pode ser pior: Depois de tentativas e falhas chegamos na crise. Nada pode ficar pior para nosso herói. Descreva a situação.
  • As coisas melhoram um pouco: Alguma coisa acontece e o herói começa a sair do fundo do poço! Descreva esse fato.
  • Resolução (climax): Finalmente o herói consegue resolver seu problema, conte como foi;
  • Moral da história: Descreva a moral dessa história 🙂

Fotos:

Conteúdo extra:

  • A atividade pode ser feita remota por video. Mas dessa forma deve-se adaptar um pouco. Ao invés de fichas, escreva a fase e o nome de quem vai falar em alguma ferramenta onde todos possam ver a lista. Exemplo:
    • Herói: Maria
    • Incidente: João
    • Tentativa 1: Marcelo
    • E assim vai…

Faltou alguma coisa nesse post? Já aplicou essa atividade e tem algo mais para compartilhar? Comente! Gostou? Compartilha!

Anúncios